AMLINORTE
 
 
 
 
 
 
 
 
Ivo Ladislau
Desde os anos 70 vem se dedicando e trabalhando em pesquisas afro-açorianas e manifestações diversas pelo litoral do RS.

Compositor do Hit Coraçao de Reggae (Letra Ivo Ladislau, Musica Catuipe Jr.)

Compositor, pesquisador, vencedor e premiado em diversos festivais....Vizualizar perfil completo
Perfil completo
Links
Facebook
Músicas - Trama Virtual
Orkut
Site Ivo Ladislau
12/02/2013 Periodo Escravagista
22/01/2013 O Rosário e as irmandades!
14/08/2012 Festa de Cultura Açoriana de Santa Catarina
14/01/2012 260 Anos do Povoamento Açoriano no RS
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Aspectos Culturais no Litoral do RS
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Figuras Brasileiras ilustres de origem açoriana
07/07/2011 AÇORES 260 anos - As nove ilhas
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Sobre os Açores
07/07/2011 AÇORES 260 anos - A vinda dos açorianos
07/07/2011 AÇORES 260 anos - A História que antecedeu a vinda dos açorianos
 
+ Arquivos
Blogs
+ Blogs
 
  Blog do Ivo Ladislau
 
07/07/2011
AÇORES 260 anos - Sobre os Açores

Povoamento açoriano no Rio Grande do Sul:
Antes da vinda | A vinda | Sobre os Açores | As Nove ilhas | Figuras ilustres | Aspectos Culturais


Aspectos históricos

São controvertidos os posicionamentos dos historiadores quanto o descobrimento dos Açores, apesar de uma carta anônima de 1424 indicando já os Açores com bastante exatidão e na carta de Gabriel de Valsecca, datada de 1439 a referência: Estas ilhas foram achadas por Diogo Silves piloto de El-Rei de Portugal no ano de 1427.(Entretanto a maioria das fontes ele teria sido descoberto no tempo de Afonso IV e que as viagens feitas pelo infante D. Henrique, já no período de D. João I terem sido de reconhecimento).

Gonçalo Velho Cabral foi o 1o donatário das ilhas de Santa Maria e de São Miguel, pela carta de 02 de julho de 1949,o Infante D. Henrique mandara lançar nas sete ilhas e impetrara licença para o povoamento. (somente sete ilhas eram descobertas. Só em 1452 foram descobertas, Flores e Corvo, por Diogo de Teive, vindo do Ocidente, e designadas por algum tempo como ilhas floreiras.)A Ilha Terceira é povoada por Jacob de Bruges com famílias do norte de Portugal.Faial e Pico pelo flamengo Josse Van Hurtere (José Dutra),casado com D. Beatriz de Macedo. São Jorge e Flores por Wilhelme Van Haegen (Guilherme Silveira) e Ilha do Corvo por extenção.Explica-se a presença dos flamengos nos Açores devido a influência. Isabel, condessa de Flandres, mulher de Felipe de Borgonha, junto do seu irmão D. Henrique, o grande donatário das ilhas do arquipélago.Encontramos ,também, no povoamento dos Açores, Italianos, Judeus, .Franceses, Castelhanos, Ingleses, Norte Americanos.


Seus aspectos geográficos e gerais.

Portugal hoje está dividido em parte Continental e Insular. A insular corresponde aos arquipélagos dos Açores e Madeira.

O arquipélago dos Açores, mais propriamente, fica situado cerca de 1500 Km a Oeste da península ibérica (Lisboa), sensivelmente entre os paralelos 37 e 39. A Ilha de Santa Maria, no extremo sudeste, está aproximadamente no mesmo paralelo do Algarve (Sagres), enquanto o Corvo, a Noroeste, fica na altura de Leiria.

São 600 KM de Santa Maria a Ilha do Corvo a mais distante. O somatório das nove (09) ilhas: aproximadamente, 2333 Km2 e uma população em torno de 245.000 hab.



Os Açores são nove ilhas a saber:

Grupo oriental: Santa Maria (97 Km2) São Miguel (757 Km2

Grupo central: Terceira (402Km2) , Graciosa (62Km2) ,
S. Jorge (246 Km2), Pico (447 Km2), Faial (173Km2)

Grupo Ocidental : Flores (143 Km2) , Corvo (17Km2)


Geologicamente, o processo de formação das ilhas parece ter-se iniciado na passagem do Cretáceo para o Cenozóico e como arquipélago fica situado em duas zonas importantes de vulcanismo, a depressão mediterrânea, e crista atlântica. Por isso , a paisagem, cheia de tons verde, castanho e preto, é pontilhada de cones vulcanicos, sejam pequenas chaminés, seja a montanha da ilha do Pico, que seus 2431 metros de altura, ou os géiser e fumarolas no vale das furnas (São Miguel) e nascentes termais (São Miguel, Graciosa, Faial). As ilhas tem várias formas, desde quase circular até a mais alongada, resultantes dos maciços vulcânicos que, interligados, as constituem.


Sobre o seu clima:

Está situado na zona subtropical de anticiclones do hemisfério norte. As condições meteorológicas são determinadas pelo anticiclone subtropical.

Os Açores em contato com as massas de ar polar e tropical passa a Ter um clima temperado oceânico.Valores médios 16,8oC e 17,70 oC . O mês mais quente é agosto com 30,7o e nos meses de janeiro e fevereiro os mais frios 2,8 oC. A umidade relativa do ar é grande devido a proximidade com o mar, em média 79%.

Quanto a precipitação de águas os valores médios mensais são mais elevados nos meses de outubro a março, devido a grande quantidade de chuvas que cai sobre o arquipélago durante todo ano a rega da lavoura ‘é prática pouco utilizada. E por isso nas secas há grandes prejuízos.

A água do mar quanto a temperatura é relativamente fria a variação é da ordem de 8oC sendo o máximo em Agosto e setembro com 25o C. Quanto a salinidade fica entre 35.9 e 36.5 gramas por quilograma de água. A cor natural da água misturada com verde.


Sobre o seu Solo:


Quanto ao solo é bastante homogêneo em toda região, e com grau de fertilidade muito grande, embora sujeito a acidificação e a erosão do terreno. Os despojos vulcânicos, atacados pela água formam argila, que existe em abundância no arquipélago. Alem do basalto encontrado em grande quantidade. Podemos registrar tufos graníticos, calhaus, areias, massapé, tetim.


Sobre a sua flora

Quanto a flora pode-se dizer que na época de ocupação dos Açores pelos portugueses as ilhas eram cobertas de densas matas, de Faia, Cedro e Loureiro, completamente diferente do que é hoje. Como exemplo de plantas trazidas para o arquipélago estão as conteiras, um vegetal tropical trazida para São Miguel, Flores amarelas e exuberantes.

Também o cedro, o Tamujo, o Teicho, o Inhático, Pau Branco, a Grijeira. Verificamos a substituição destas espécies por outras, como por exemplo a Cliptoméria.
No que se refere as flores, a hortência ornamenta todo arquipélago. Na ilha das Flores serve de serpe divisória dos terrenos. Predominam, ainda, Copos de Leite, Azaléias, Margaridas, Camélias, Beladonas e outras.

Sobre a sua Fauna

Como sabemos o início da povoação dos Açores deu-se com o lançamento de gado nas ilhas de Santa Maria e São Miguel, por Gonçalo Velho Cabral, para criar os meios de sobrevivência mínima para os futuros povoadores açorianos. O boi, o cavalo, o carneiro, o burro, as cabras. O gado bovino é o que dá vida as planícies e sustenta a economia do habitante dos Açores que fez opção pela pecuária. Na Graciosa o burro é ainda hoje o transporte mais usado pelos seus moradores.

Dia de matança do porco é motivo de festa. O coelho corre livre. Quanto as aves: Milhafres, gaivotas, pombo-torcaz, melro negro, tendilhão, estorninho, codorniz, perdiz., cagarro e priolo. O pardal veio do continente. Não existem repteis nem animais selvagens.


Aspectos Administrativos

O arquipélago dos Açores constitui desde 02 de abril de 1976 uma Região Autônoma da Republica Portuguesa, criada a partir dos antigos Distritos Autônomos de Angra do Heroísmo, Ponta Delgada e Horta.

Governo Regional: sediado em Ponta Delgada(São Miguel), possui um Presidente pelo voto popular e composto por oito secretarias. São elas:

Secretário Regional da Presidência para as Finanças e Planeamento.
Secretário Regional Adjunto da Presidência
Secretário Regional da Educação e Cultura
Secretaria Regional da Habitação e Equipamentos
Secretaria Regional dos Assuntos Sociais
Secretaria Regional da Economia
Secretaria da Agricultura e Pescas
Secretaria Regional do Ambiente



Assembléia Regional: com 52 deputados, escolhido por voto dos cidadãos.
O quadro político completa-se com o Ministro da Republica Portuguesa, para os Açores, com sede em Angra do Heroísmo, a quem competem, genericamente, a representação da Soberania e a coordenação dos serviços não regionalizados(Justiça, Serviços de Estrangeiros, Finanças, etc)

Com poder representativo próprio, a Região Autônoma dos Açores, tem garantido os direitos de geris receitas fiscais da região e atribuídas ao Governo Central. Também reservada as participações nas negociações referentes ao direito do mar e uso da Zona Econômica das 200 milhas e dos assuntos que interesse exclusivo do Arquipélago.

A Região Autônoma tem uma bandeira própria e um Hino Regional, bem como Brasão de armas, onde se lê:
“Antes morrer livres que em paz sujeitos”.

Os Açores elaboram um Plano Regional o Prota (Plano Regional de Ordenamento do Território dos Açores), este plano surgiu devido a necessidade da Região Autônoma dos Açores ingressar no Mercado Comum Europeu. Tem apoio da Universidade e do Centro Europeu de Desenvolvimento Regional e com supervisão de uma Comissão Consultiva e uma Técnica.




Açor= Pássaro existente nos rochedos do litoral europeu e foi confundido com o Milhafre, ave marinha de rapina do arquipélago.


Povoamento açoriano no Rio Grande do Sul:
Antes da vinda | A vinda | Sobre os Açores | As Nove ilhas | Figuras ilustres | Aspectos Culturais
       
 
 Post Anterior
07/07/2011
AÇORES 260 anos - A vinda dos açorianos
  Próximo Post
07/07/2011
AÇORES 260 anos - As nove ilhas
Deixe aqui seu Comentario
 
Blogs
Marina Raymundo da Silva
Escritora professora Branca Diva Pereira de Souza-2ª parte
Marina Raymundo da Silva
Escritora professora Branca Diva Pereira de Souza-1ª parte
Marina Raymundo da Silva
Imagem centenária de Santa Catarina de Palmares do Sul
Marina Raymundo da Silva
Medalha Dante de Laytano
Marina Raymundo da Silva
Lançamento de livro A Coberta dalma no L.N. do Rio Grande do Sul
Marina Raymundo da Silva
Lançamento de livro Navegação Lacustre Osório-Torres- 3ª edição
+ posts
Cadastre seu flyer + eventos
 
    Parceiros
 
Todo conteúdo, imagem ou opiniões publicadas aqui neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
 
 

www.rotaacoriana.com.br